Mês 2 – Passos para Abrir MEI – Formalizar


                                 

Passos para abrir o MEI

Vamos dar vida a sua ideia, ao seu sonho, vamos formalizar!

Agora que você já analisou seu perfil empreendedor no artigo do 1º mês e foi relembrado que como empresário você é o responsável pelo seu 13º salário, Férias Remuneradas e Contribuição para Aposentadoria e que seu salário será de acordo com o que a sua empresa possa suportar. Você deve estar se perguntando: Mas será que vale a pena me formalizar? Quais os benefícios e obrigações que terei como empresário formalizado?

Abaixo estão elencados alguns pontos relevantes que podem ajudar a responder essas questões:

1) Se formalizar, uma vez que trabalha por conta própria.

2) Possuir faturamento até R$ 6.750,00 por mês, ou seja, R$ 81.0000,00 por ano (proporcional aos meses de abertura).

3) Amparo da Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008.

4) Formalização simplificada, rápida e grátis.

5) Possuir CNPJ, Certificado do Microempreendedor Individual e Inscrição Municipal.

6) Possuir Benefícios Previdenciários (Aposentadoria por idade, invalidez, salário-maternidade, auxílio doença, auxílio reclusão, pensão por morte).

7) Dispensa de escrituração fiscal e contábil.

8) Emissão de Nota Fiscal.

9) Dispensa de vistoria prévia para atividades de baixo risco. (ex: escritório de contato, por exemplo: Azulejista, CNAE 4330/05, trabalha na casa dos clientes não desenvolve atividade no próprio local).

10) Alvará de funcionamento provisório por 6 meses

CNAE - Classificação Nacional de Atividades Econômicas é uma forma de padronizar, em todo o território nacional, os códigos de atividades econômicas e os critérios de enquadramento usados pelos mais diversos órgãos da administração tributária do Brasil. CNAE para Azulejista - CNAE 4330-4/05, descrição subclasse do CNAE aplicação de revestimentos e de resinas em interiores e exteriores.

Agora que você conhece um pouco mais sobre as vantagens de se formalizar como Micro Empreendedor Individual – MEI, comece a pensar como empresário, acompanhe as dicas abaixo:

1) Misture-se a outros empreendedores. Há encontros de empreendedorismo em várias cidades, onde você pode encontrar sócios, parceiros e clientes, bem como ouvir tanto histórias de sucesso quanto de fracasso.

2) Aprenda a planejar seu negócio, seja para o tradicional (off-line) ou virtual. Assim, é possível sentir como anda o mercado e traçar uma estratégia ou projeto.

3) Tenha claro que enquanto MEI, você muitas vezes vai trabalhar sozinho, busque parcerias com alguém que tenha capacidades complementares . Tenha claro o time que você almeja.

4) É preciso fazer uma previsão do fluxo de caixa dos negócios. Pergunte a si mesmo quanto dinheiro será necessário para abrir o negocio e em quanto tempo esse caixa se tornará positivo.

5) Preparo psicológico também deve ser levado em conta – e pode ser até mais importante do que planejamento estratégico.

6) Divida seu tempo. Antes de começar um negócio, é importante conversar com a família e ter uma conversa franca, para que todos entendam que este será um “momento diferente”. Empreender é algo que precisa de investimento emocional.

7) É importante sempre interagir com o mercado consumidor, principalmente nos primeiros seis meses. Vá a feiras, agências e afins, todos voltados ao público que te interessa.

8) Se for contratar um funcionário, observe o perfil mais apropriado para atender suas necessidades.

9) Esteja ao lado da lei. Tire os alvarás de funcionamento, autorizações e documentos públicos. Não esqueça que isso requer tempo, pois existe uma burocracia por trás de todo este processo.

10) Busque inspiração constantemente para ser um bom empreendedor. Goste de negócios, vá atrás de informações de grandes empresas e empreendedores que você admira. Leia sobre o assunto e estude a respeito. A inspiração pode vir até mesmo da concorrência – mas não somente dela.

Após todas as orientações e dicas vale informar ao futuro empresário que a  formalização do Micro empreendedor Individual - MEI é gratuita e pode ser feita de três maneiras: Diretamente conosco do “Meu Negocio Passo a Passo”, no Portal do Empreendedor  www.portaldoempreendedor.gov.br ou via empresa de contabilidade, essas empresas irão realizar a formalização e a primeira declaração anual sem cobrar nada.

Alerta importante: Lembre-se de que toda atividade a ser exercida, mesmo na residência, necessita de autorização prévia da Prefeitura, que nesse caso será gratuita.

Busque orientação conosco para saber se o local de sua residência está apto para receber seu empreendimento.

 

Outra informação importante antes de realizar a formalização é estar informado sobre qual é o custos após a formalização:

  • Para a Previdência: R$ 47,70 por mês (representa 5% do salário mínimo (2018 = R$ 954,00) que é reajustado no início de cada ano);
  • Para o Estado: R$ 1,00 fixo por mês, se a atividade for comércio ou indústria;
  • Para o Município: R$ 5,00 fixos por mês, se a atividade for prestação de serviços. 

 E como será o Pagamento?

O pagamento desses valores é feito por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que pode ser gerado por qualquer pessoa em qualquer computador conectado à internet. O pagamento deve ser feito na rede bancária e casas lotéricas, até o dia 20 de cada mês.

Agora sim! Vamos passo a passo as orientações de como abrir/formalizar seu negócio, acompanhe os passos abaixo:

1) Acesse o site : www.portaldoempreendedor.gov.br

2) Clique em SERVIÇOS 

3) Clique em FORMALIZAÇÃO > Nova Inscrição de Acesso - Coloque  o seu CPF e a Data de Nascimento

4) Informe o CPF e a data de nascimento> PROSSEGUIR>Numero do Título de Eleitos /Numero do Recibo da última Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física >PROSSEGUIR

OBS: Se declarou Imposto de Renda Pessoa Física no último ano, precisa informar o número do recibo com 10 dígitos, se não declarou Imposto de Renda, vai precisar colocar o número do Título de Eleitor.

Dica – Se você já possui uma empresa não conseguira abrir MEI! 

Dica – Nome FANTASIA também conhecido como Nome de Fachada ou Marca Empresarial, é o nome popular de uma empresa.

5) Faça a conferencia dos dados pessoais > Informe número de Identidade > órgão emissor > selecione a UF (estado) emissão > Telefone para contato > e-mail > Nome FANTASIA (não é obrigatório) > Capital Social

6) Selecione a ocupação principal. Caso tenha mais de uma atividade, selecione as atividades secundárias.

Dica – Pesquise no próprio Site do Portal do Empreendedor as Atividades Permitidas!!

7) Selecione a forma de atuação. Ex: Estabelecimento fixo, porta  aporta, internet, etc.

8) Informe o endereço comercial e residencial

9) Marque as três declarações > CONTINUAR >  Confira os dados > Confirme e envie

10) Imprima o CCMEI

Dica – O que é CCMEI - Certificado de Condição de Micro Empresário Individual

Parabéns! Agora você está formalizado!

Posted in Passo a passo.