Mês 3 – Agora você se formalizou! É um empresário!


                                 

Agora você se formalizou! É um empresário!

Ser Micro Empreendedor Individual – MEI é muito importante! André Diamand diz: “Você não precisa ser grande, precisa parecer ser grande” e isso faz todo sentido neste contexto: você pode vender sua empresa muito bem e entregar um serviço muito bom, sem precisar estar no melhor ponto comercial de sua cidade. O que você precisa é entregar produtos e serviços excelentes aos seus clientes, e isso pode acontecer do local onde você esta agora, sua casa.

Como empresário você precisa ter planejamento e organização, por menor que seja seu empreendimento esses são pontos fundamentais para o progresso e o sucesso de sua empresa.

A partir de agora suas responsabilidades aumentam, você tem obrigações junto aos seus clientes e junto as Instituições, não deixe de cumprir com elas, não deixe de pagar mensalmente o seu imposto, que é único e também todo inicio de ano entregue a sua Declaração de Rendimentos Anuais - DASN, estas são as duas obrigações básicas e prioritárias do Micro Empreendedor Individual - MEI.

Daqui para frente aja sempre buscando o melhor para atender o seu cliente, se aprimore, faça cursos correlatos a sua atividade, participe de feiras, busque ver o que os seus concorrentes estão fazendo, no sentido do se aprimorar sempre, pesquise e estreite o relacionamento com os seus clientes.

Nas dificuldades que irão aparecer ao longo do seu caminho, lembre-se em nos contatar (Meu Negócio Passo a Passo), estamos aqui para ajudá-lo nas dificuldades diárias, somos especialistas na Gestão do MEI, estamos a sua disposição em todos os momentos que necessitar, com orientações e serviços customizados. Temos as orientações que você precisa, atuamos diretamente com o MEI desde 2009, quando foi criado, nos especializamos em soluções para o MEI, ou seja, para você!

 

DICA

1) Imprima folhas do Relatório mensal de Receitas (anexo) uma para cada mês do ano,

 2) Preencha os dados iniciais: CNPJ, o nome do Empreendedor Individual e o período de apuração (mês que você está realizando o relatório),

3) Preencha o espaço referente à receita bruta, aqui observe qual delas corresponde a sua modalidade, se você é: comercio, indústria ou prestador de serviços, esse dado você obterá no CCMEI - Certificado de Condição do Empreendedor Individual.

Você pode se enquadrar em mais de uma modalidade, por exemplo, pode ser serviço e comercio, no caso de um salão de cabeleireiro que além de executar os serviços próprios de salão, cortando cabelo, pintando, fazendo unhas ainda possui loja de venda de produtos, nesse caso preencha os dois campos, o correspondente a Revenda de Mercadorias (comercio) e o de Prestação de Serviço.

4) No espaço da Receita Bruta observe que existem 3 áreas para cada modalidade:

Observe que nos itens I, IV e VII a Receita corresponde ao valor R$ “com dispensa de emissão de documento fiscal”. O que isso quer dizer?

Quer dizer que o MEI é a única modalidade de empresa que está isenta de emissão obrigatória de Nota Fiscal – NF. Lembre-se se seu cliente solicitar uma NF é sua obrigação e dever fornecer e direito do cliente solicitar, nesse caso há necessidade de emissão.

Nos itens II, V e VIII a Receita corresponde aos valores R$ “com documento fiscal emitido”, aqui serão colocadas as receitas correspondente ao valor de NFs emitidas.

Mas de onde vem esses valores de receitas mensais?

Esses valores são retirados do seu Livro Caixa Diário e de seu Fluxo de Caixa.

5) Some os valores itens III, VI e IX e anote no espaço correspondente a Receitas Brutas

6) Preencha o Local e data, assine

7) Anexe ao relatório os documentos fiscais comprobatórios das entradas de mercadorias e serviços tomados referentes ao período e as notas fiscais relativas às operações ou prestações realizadas eventualmente emitidas.

8) Guarde seus Relatórios Mensais de Receitas, esse documento deve ser preenchido para cada mês do ano e no inicio do ano seguinte servirá para realizar o Imposto de Renda Pessoa Jurídica, em data previamente informada pela Receita Federal (Fique atento! A data da Declaração Anual DASN é diferente da data do Imposto de Renda Pessoa Física!) servirá para realizar a Declaração Anual – DASN – Micro Empreendedor Individual.

ANEXO 1:

Posted in Passo a passo.